Grito Inicial

Fiquei surpreso quando o meu amigo Vale,me convidou para escrever num blogue colectivo, convite que aceitei prontamente, pois sempre desejei estar envolvido num projecto destes, em especial porque estão aqui presentes algumas das opiniões que mais respeito, mesmo que por vezes não concorde com os seus autores.

Espero assim que este espaço seja plural, vivo e vibrante e que consiga atrair para o seu seio, leitores dispostos a opinar e a debater ideias. E sem mais delongas, aqui vou eu contribuir com o meu pedaço de prosa.

O nome deste espaço é bastante sugestivo nos tempos que correm. Com os tempos conturbados e a grande agitação social, o que mais se faz em Portugal, nos dias de hoje, é GRITAR! Todos parecem ter algo para dizer, uma opinião, uma mensagem, um pensamento… E todos, invariavelmente, sentem a vontade de o gritar. É nos cafés, é na rua, é nos blogues, é nas televisões é nos jornais, é em todo o lado… E no entanto, continuamos somente gritando, pois seguimos passivos, assistindo a tudo o que se passa à nossa volta com uma revolta calma, se bem que gritante e barulhenta, como aqueles cães que ladram aos carros que passam, sem se atreverem a sair do sítio de onde estão e perseguir o objecto da sua irritação.

É verdade que sempre se gritou neste país. Talvez por culpa do sangue latino ou por falta de educação, falar alto neste país sempre foi, e continua a ser, quase um traço cultural definidor do lusitanismo. E no entanto, somos dos povos mais pacíficos que existem. Os Gregos por menos escavacaram metade do país à pancada. Aqui não passamos das palavras de ordem gritadas em tom irado, que dão uma secura muito grande e por isso em vez de nos levarem à acção e à porrada, levam-nos à primeira casa que venda cerveja fresca e aí nos quedamos refastelados, aliviando a secura com uma fresquinha a escorregar pela garganta abaixo e imaginar o que seria a vida sem algo que nos refrescasse a goela depois de mais uma jornada de “luta” e reivindicação.

Seria engraçado assistir um dia ao silenciar deste grito de revolta que já dura desde o tempo dos afonsinos e finalmente assistir a uma jornada de verdadeira LUTA e reivindicação, onde a passividade e o imobilismo desse lugar à acção e à determinação, tantas vezes arredadas das lides portuguesas. Isso seria realmente um game changer, como dizer os ingleses.

Mas por cá, gritar dá menos trabalho que agir e por isso, continuaremos a gritar até que a voz peça uma fresquinha ao balcão de uma qualquer cervejaria, onde possamos sonhar com o dia da grande mudança, que nunca ajudaremos a fazer.

Advertisements
Com as etiquetas ,

5 thoughts on “Grito Inicial

  1. luiscorujo diz:

    Percebe-se facilmente que esta lei serve apenas para atirar fumo (do tabaco, claro está!), para os olhos das pessoas, quando na verdade se aplicam um conjunto de medidas para o “povo”, que tem que ser “instruído e guiado, por não saber tomar decisões corretas, porque não tem o descernimento de saber por a sua vida em ordem e deixar de viver dependente do Estado, como uma criança está dependente dos pais”

    • José diz:

      É isso mesmo. Esta lei, a sair, é a prova que continuamos a ser governador por pessoas que acham que somos irresponsáveis, miúdos que não sabem descernir o correcto do incorreto e que precisam que alguém os guie pela mão, neste mundo cheio de coisas e saberes demasiado perigosas. E sabes que mais Luís? começo a concordar que os tugas precisam mesmo de quem os guie e à bruta… Um abraço para ti.

  2. Eu sei amigo era essa a piada … estas a ficar velho, ja foste mais perspicaz 😀

  3. Concordo muito se discute e se critica e é sempre mais fácil faze-lo sentado como eu agora por exemplo, mas quando penso Ok vamos lá lutar contra … lutar contra o quê exactamente como, cada um de nós tem uma forma diferente de ver as coisas.

    Ainda hoje me deparei com mais um brilhante noticia, vai ser legislado ser proibido fumar dentro das nossos carros quando transportamos crianças, pondo de parte que naturalmente uma pessoa sã de espirito o faz por achar que isso é o mais correcto que caminho é este que se está a tomar em que vêm nos dizer o que fazemos no nosso próprio carro com os nossos próprios filhos, quem são estes legisladores e governantes que acham que podem ditar leis que prive as pessoas da sua liberdade individual.

    Numa leitura de um blogue onde o assunto era abordado, logo vieram os defensores como eu se pronunciar contra este literal abuso de poder sobre o principio básico da liberdade individual sobre o pretexto de que o governo tem que tomar conta dos interesses do povo e tirar os seus direitos pois “estamos apenas aqui a proteger-vos”, por outro lado logo vieram os defensores de que “a sim muito correcto, lei maravilhosa vamos la proteger as nossas criancinhas do mal do mundo e dos pais fumadores”, continuem assim e quando tiverem que pedir para respirar, andar na rua, pensar e sonhar pode ser que não achem assim tão bem pode é ser tarde mais.

    Vamos lá lutar, vamos para a rua, vamos fazer uma revolução, destituir o poder instaurado, devolver o poder ao povo …. sério?, não vamos nada, se formos levamos é com a policia de choque em cima, somos apelidados de anarquistas, não temos uma solução se calhar melhor que os que lá estão, e ou vamos fazer pior ou ser igual a eles. GRITAR é tão fácil, fazer é preciso um bocadinho mais.

    Estou cansado, não tenho solução para os males do mundo, estou preocupado, estou a ver o futuro da humanidade robotizada, estou na dúvida, não sei que luta será melhor travar, vou dormir, amanha é outro dia e logo me vira uma nova ideia de como fazer dele um dia melhor.
    Pelo menos amanha ainda vou poder “decidir” fumar dentro do meu carro, sim porque antes que o governo decida que existe uma lei que não me permite fumar dentro da minha própria empresa eu já tomei essa decisão para bem do resto do pessoal quer seja fumador quer não seja, e não foi uma decisão porque faz sentido foi só porque me estou a antecipar e praticar a lei.

GRITAR um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: