A Classe Média

Sem querer discutir os méritos ou deméritos da solução encontrada para sairmos da crise, dou por mim a refletir sobre o papel que a Classe Média irá desempenhar neste processo.

É por todos sobejamente sabido que a grande classe (em termos populacionais) é a média e que tem sido esta a mais afectada pelas medidas de austeridade que foram implementadas. No entanto, esta mole humana continua a manter-se silenciosa, amorfa e gorda, não sendo exuberante nas demonstrações contra o que lhe tem sido imposto.

Os políticos e a economia passaram do oitenta para o oito. Antes era preciso alimentar o apetite voraz e consumista destas pessoas., mesmo que isso se fizesse à conta de créditos bancários com que estas pessoas eram “aliciadas” para cada vez terem mais e mais. Rapidamente o consumo privado se tornou no motor das economias, motor esse que era alimentado pela voracidade consumista da classe média.

Hoje, inverteu-se a tendência. Depois de engordada e amorfa, mas satisfeita deixando que algumas questões, como a perda de liberdades e garantias, lhe passassem ao lado ou que passassem a conviver pacificamente com elas, hoje a tónica é outra… À que empobrecer pois estamos a viver acimas das possibilidades!!!! Este empobrecimento redunda em trabalho mais barato, custo de vida mais caro e a perda de alguns direitos adquiridos ao longo dos tempos (ou benesses, dependendo do ponto de vista). Ou seja, começou o processo de emagrecimento da Classe Média. Ora como em todos os processos de emagrecimento, o paciente não fica nada contente, pois vê-se privado das coisas que gosta, o que não o deixa nada feliz. Neste caso, as perdas são muito maiores do que à partida se poderia supor. Se o consumo privado é o motor da economia, neste momento o motor começa a apresentar uma perda de rendimento considerável, com tudo o que isso implica, em termos de encaixe financeiro estatal e não só. Também as empresas estão a começar a ter graves problemas, pois os seus produtos não são consumidos…

Assim, temos uma grande faixa da população descontente com o que se está a passar e talvez seja de ter em conta um aspecto que até agora tem sido ignorado por todos. É nesta faixa da população que se encontram a maioria das armas legais…

Acho que alguns sectores da sociedade já se aperceberam das consequências do aprofundamento destas restrições na classe média e dos resultados que daí poderão advir. Atentem que a maioria das pessoas que contesta estas medidas nas ruas gregas, pertencem à classe média. E já agora o movimento americano dos 99% também é maioritariamente constituído por pessoas da classe média…

Ou seja, talvez seja tempo de parar e pensar antes que os movimentos pacíficos se tornem menos pacíficos e passemos a ter uma revolução sangrenta nas mãos… Não subestimem nunca alguém que deixou de viver na boa vida e agora não tem dinheiro para manter o seu conforto.

Advertisements
Com as etiquetas

One thought on “A Classe Média

  1. ruibrandao diz:

    A questão da classe média lembra-me a entrada do planeta terra no hitchhiker’s guide to the galaxy(:http://pt.wikipedia.org/wiki/The_Hitchhiker's_Guide_to_the_Galaxy) “harmless”. Que depois se tornou em “mostly harmless”.

    A primeira questão é porque é que é a classe média a pagar a crise. A resposta é simples: os ricos são poucos e com grande capacidade de colocarem o guito noutro sítio (se os ricos pagassem a crise não seriam ricos…) e os pobres, por definição, não têm dinheiro.

    A segunda questão é se vivemos acima das nossas possibilidades. A resposta curta e simples é sim. E quem foi o principal beneficiário dessa “prodigalidade”? A classe média, muita da qual artificialmente média. .

    Terceiro, Porque é que tal sucedeu? Para ganhar dinheiro fácil e comprar votos, dado que uma pequena percentagem desse montante foi para um número ínfimo de pessoas, essas sim, ricas.

    Portugal estava (e ainda está) obeso. Necessita de mudar hábitos alimentares e ir para o ginásio. Mas nós preferimos passar fome a fazer exercício. E isso não é o suficiente para ficar em forma.

GRITAR um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: