Tudo isto é demais

Esta semana foi demais. As empresas dos governantes, os carros da oposição, o neoliberalimo-tornado-neoestalinismo-económico, mais taxas e impostos. E para acabar em beleza “O PCP incita à violência”.
Mas tal como disse o Nuno Markl, não é preciso o PCP ou qualquer outro partido falar para nós termos os nervos à flor da pele. As vossas atitudes sobranceiras, as vossas decisões, a vossa incompetência académica, política, económica e social, a vossa cupidez, as vossas teias de interesses, as vossas mentiras, tudo isto está a transformar resignados em indignados, e no futuro em violentos. É por isso que os membros do governo aumentam a segurança pessoal, e as cerimónias são feitas à porta fechada! Têm medo, pois claro. A porcaria que fazem é tanta que não se percebe como é que ainda não se asfixiaram com o cheiro.
Como já se provou vivermos no Estado de Excepção (cft. Giorgio Agamben) onde o espírito da Constituição é manipulada pelo governo, e o “Estado de Direito” protege os ricos e é musculado contra os pobres e os indefesos, nenhum direito, nenhuma réstia de país, nenhuma segurança resta para a classe média. Tudo isto se confunde com o contrariar o imobilismo. Que bom, podermos sair de uma Democracia com um Estado Social imperfeitos, mas construídos ao longo de dezenas de anos por um povo que acreditava num futuro melhor, e que era apregoado pelos dirigentes e elites do país. Entramos agora numa Plutocracia com um Estado neofeudal ou neoestalinista de apropriação de rendimentos vindos do trabalho e dos sectores produtivos.
É para lutar contra o imobilismo que os impostos sobem mais de 200%, que os preços dos bens aumentam, que o desemprego aumenta, que se destrói a economia. É à economia de subsistência que nos reduzem.
Podem dizer que são lamentos e que tristezas não pagam dívidas. Mas como é que alguém pode achar que isto é positivo? Recebem alguma tença? Vivem à custa de alguém? Acordem! A maioria das pessoas não sabe como vai pagar a renda do tecto que lhe cobre a cabeça, comprar a alimentação para os filhos e a medicação dos pais! São estas pessoas que vivem acima das suas possibilidades? Sou eu, a receber a recibos verdes dos parcos e incertos biscates que vou conseguindo arranjar para pagar fixamente a segurança social todos os meses e o pagamento especial por conta, sem carro, casa ou outro bem valioso?
É o discurso diabolizador e populista de encontrar um bode expiatório interno, quando são os que se tornaram governantes e gestores de empresas que gastaram demais, gastaram mal e metem ao bolso dinheiro a mais, pelas privatizações, nomeações e legislações imorais. Ah! Anna Arendt, vem cá a Portugal e ri-te, porque os regimes democráticos também funcionam utilizando as mesmas estratégias dos totalitarismos. Vais achar isto demais!

Advertisements

2 thoughts on “Tudo isto é demais

  1. luiscorujo diz:

    Desculpa o atraso à resposta do comentário. O teu artigo fez-me recordar as pessoas que só conseguem ver coisas boas e oportunidades de ganhar dinheiro nestas alturas. E o que Cabalmente não acho que seja o teu caso, até porque considero que tens uma visão lúcida sobre o que está a ocorrer na realidade.
    Mesmo que as nossas sensibilidades sejam diferentes, nunca interpretes o que escrevo como insulto ou acusação. Podem haver picardias, mas serão sempre do foro intelectual e, no fundo para servirem de repto a mais crónicas. Acredito que tal frutifica o debate e um melhor conhecimento da realidade e das pessoas ! Peço desculpa se fui mais além que isso.

  2. ruibrandao diz:

    Luis, se eventualmente te referes – ainda que parcialmente – ao meu artigo anterior, a alteração fiscal positiva é a equiparação aos rendimentos das rendas aos rendimentos de capitais, ao invés do seu englobamento. Todas os outros anúncios de fiscalidade que ouvi são funestos e, temo eu, podem levar a um fim muito mau. Mas o TC por isso torceu, e a incapacidade do governo de outras questões tratar isso assegurou.

GRITAR um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: